Páginas

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Formatura Escola Técnica Cristóvão Colombo 1968



Foto tirada em algum mês de 1968, em sessão solene ocorrida no Clube Cristóvão Colombo que até então possuía apenas a sede situada na rua Governador esquina com a rua Prudente. Nesta ocasião, formava-se mais uma turma do Curso de Técnico em Contabilidade da Escola Técnica de Comércio Cristóvão Colombo. Um dia antes, os formandos se encontraram para a missa em louvor à formatura realizada no Dispensário dos Pobres, situado na rua do Rosário esquina com a rua XV de Novembro. A Escola Cristóvão Colombo formou várias gerações de profissionais que atuaram em diversos segmentos. Situava-se ao lado do Cine Politeama, em local hoje ocupado pelos bancos Itaú e Bradesco na praça José Bonifácio. Lá, lecionaram personalidades como Jorge Horii (matemática), Alfredo Morato (geografia), Frederico Blaauw (português) e Milton Rontani (história do Brasil). Este último aparece na foto, à direita, sendo paraninfo da turma de 1968, entregando o diploma ao formando Ariovaldo Antonio Pizzinatto. Ariovaldo por sua vez atuou por longos anos como contador da Pirasa, além de ter-se dedicado ao tão amado E. C. XV de Novembro, onde foi presidente do Conselho Deliberativo e depois presidente interino do alvinegro, período em que foi campeão da Série B em 1995. (Edson Rontani Júnior)


Srª. Elisa Razera e seu filho Ariovaldo Antonio Pizzonatto

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Doutor Sócrates



Lô Porrelli e doutor Sócrates. Foto tirada em maio de 1983, no Parque São Jorge. O jornalista piracicabano Paulo de Tarso Porrelli foi a São Paulo entrevistar o craque corintiano e convidá-lo para uma visita a Piracicaba. A proposta foi aceita e Sócrates compareceu à Noiva da Colina meses depois para abrir um campeonato de futebol de salão que ocorreria no Colégio Dom Bosco. Sócrates na época era um dos principais expoentes das "Diretas Já", movimento popular que clamava pelas eleições para presidente da República. Porrelli é um profissional de alto gabarito tendo atuado em Piracicaba nas rádios Difusora e Educativa, e na Tribuna Piracicabana. Em São Paulo, atuou na Rede Panamericana (Jovem Pan) e TVs Bandeirantes e Globo. (Edson Rontani Júnior)

domingo, 18 de maio de 2014

Corporação Musical Santa Cecília



"Estou lhe enviando uma foto da Corporação Musical Santa Cecília de Assis em desfile na Avenida Rui Barbosa na década de 60 na qual faziam parte meu saudoso pai,João Augusto de Almeida (também conhecido como Jácomo). O primeiro da esquerda para a direita na segunda fila, tocando clarineta, falecido em 1986 na cidade de Piracicaba, onde fixou residência no final da década de 70) e também meu tio Armando Amaral (também falecido) o último da fila da direita tocando baixo-tubo. http://www.ajorb.com.br/vtfa-1960-banda.s.cecilia.htm

sábado, 17 de maio de 2014

Mães e o monumento de 1932




Comemorado no último domingo, o Dia das Mães pôde ser lembrado através de uma das faces do Monumento ao Soldado Constitucionalista, situado na praça José Bonifácio. A obra de Lélio Coluccini emociona ao ver duas mães sendo abandonadas pelo combatente que parte para o front de batalha sem a certeza de que voltará ao seu lar. Ao seu lado esquerda, a mãe do combatente cai aos prontos ajoelhada. À direita sua esposa, mãe de seu filho embalado por um dos braços dá-lhe o beijo de despedida. Nesta peça Coluccini quis imprimir a despedida sem volta de um jovem que combateu em luta um governo tirano, deixando para trás família, amores, lar ...
Vale a pena, quando você passar pela praça central para e contemplar tão belo e triste exemplo. (Edson Rontani Júnior).

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Torneio Laudo Natel


Clube Atlético de Piracicaba. Ano de 1971. Aparecem na foto superior, entre outros, Mário Monteiro Terra, Humberto D'Abronzo e Gélsio Diniz. Era disputado o Torneio Laudo Natel de Futebol. A iniciativa fez com que, no ano seguinte, foi criado o Torneio Oficial Laudo Natel disputado em 1972, 1973 e 1975. Foi substituído em 1976 pela Taça Governador do Estado de São Paulo. Foram campeões os grandes times, sendo eles Palmeira, Corinthians, Santos e São Paulo, respectivamente. O torneio homenageava o governador de São Paulo, Laudo Natel, na época vice-governador na chapa de Adhemar de Barros, cassado pelo governo militar da época. (Edson Rontani Júnior)



sexta-feira, 2 de maio de 2014

Seminário São Fidélis e o Frei Paulo



O mestre frei Paulo de Sorocaba no Seminário Seráfico São Fidelis, situado em Piracicaba. Foto cedida pelo artista Eugênio Nardin, quando ainda vivo. Frei Paulo, em 6 de agosto de 1900 veio a Piracicaba como noviço. Passou por Taubaté e por Campos Novos de Paranapanema. De volta a São Paulo, outros freis indicam-lhe a Europa como lugar para aprimorar seus dotes artísticos. Foi para a Itália em 1912 sendo pupilo de Antonio Meyer, da Escola de Veneza. Deixou várias pinturas em solo europeu, algumas delas desaparecidas durante a Primeira Guerra Mundial. Lá estudou obras de mestres como Veronese, Tintoretto e Ticiano. Influências que o seguiram até o final da vida. Voltou a Piracicaba em 1913 ficando por dez anos. Em 1917, Frei Paulo pintou, na Igreja dos Frades, o quadro de São Francisco recebendo os estigmas. Uma obra que mede 3 por 2 metros. É uma das mais bonitas obras que existem ainda hoje. (Edson Rontani Júnior)