Páginas

sábado, 16 de abril de 2011

Santo silêncio !


Carmelitas em Piracicaba são proibidas de tocar sino
Saiu hoje no jornal :
As irmãs carmelitas de Piracicaba não podem mais contar com o toque do sino, atividade que elas praticam há 60 anos no município. A informação é do vereador Laércio Trevisan Júnior.
De acordo com ele, uma ação liminar movida por um vizinho do convento, que se mudou há pouco tempo para o bairro, proibiu que o sino seja tocado a qualquer hora do dia. 'O indivíduo, aposentado, diz que o sino incomoda', afirmou o vereador.
A pessoa que move a ação contra à Ordem não quis ser identificada, assim como a Cúria Diocesana de Piracicaba que preferiu não dar depoimento a respeito do caso. O advogado responsável pela diocese também não foi encontrado.
Trevisan garantiu que o Pelotão Ambiental foi chamado no local e a medição foi feita durante um dos dez toques diários do sino. Segundo ele, o total foi de 57 decibéis. A Lei do Silêncio permite 60 dB. 'Mesmo o número sendo baixo, algum juiz autorizou a liminar, mas a Cúria deve entrar com um processo contra', esclareceu o vereador.
Os moradores vizinhos ao convento, assim como os frequentadores das missas diárias, estão fazendo um abaixo-assinado contra a liminar. A intenção é mostrar ao juiz que o sino não atrapalha em nada.
A Lei n° 13.190/01 e 13/287/02 diz que caso seja constatada a poluição sonora, a igreja será notificada para que num prazo de 90 dias faça a adequação acústica. Após esse período a igreja poderá receber novas vistorias com medições e ser autuada caso o ruído esteja acima dos decibéis permitidos por lei.

Um comentário:

itoema disse...

Realmente um absurdo,esse cidadão deveria se preocupar com outras coisas mais importantes.
Como dizem por aí: OS INCOMODADOS QUE SE RETIREM.Isso é falta de não ter o que fazer.