Páginas

domingo, 1 de maio de 2011

Corporação Musical União Operária de Piracicaba



Na FACE A do disco : Grande Oficial Mário Dedini (marcha de Oswaldo Pettermann), Dona Gilda (valsa de Erotides de Campos), Meio Século (marcha de Oswaldo Pettermann) e Didi (valsa de Jefferson Elias Barbosa).
Na FACE B do disco : Pedro Sérgio Morganti (dobrado de João Pettermann), Triste (valsa de Germano Benencase), Francisco Salgot (dobrado de Luiz Pinazza) e Beijar Sonhando (valsa de B. Almeida Júnior)


Este "Long-Playing" que a RECITAL está lançado promissoramente, dando início a um sério programa de divulgação das mais expressivas afirmações musicais brasileiras, tem o significado de duas homenagens que a cultra brasileira está devendo : uma aos espíritos compreensivos, que estimulam, como o seu apoio, as iniciativas honestas, que visam o preservar o que de mais autêntico possui a arte brasileira e outra, aos núcleos de batalhadores da arte que lutam no interior do Brasil, e que fixam, no seu próprio meio, os flagrantes mais íntimos da alma popular.
Isso explica porque a RECITAL escolheu uma banda de música do interior, para gravar seu primeiro "L. P.". Trata-se da CORPORAÇÃO MUSICAL UNIÃO OPERÁRIA", de PIRACICABA, que tem a tradição de mais de meio século de existência, reunindo músicos amadores, a maioria de condição humilde - operários e trabalhadores - que, atraídos pela música, dedicam seus poucos vagares, à noite, para exaustivas aulas e seguidos ensaios, para o prazer de pertencer a um conjunto musical, que faz honra à cultura artística de São Paulo.
Dirigida com dedicação inexcedível pelo Maestro OSWALDO PETTERMANN, que sucedeu, por sua vez, a seu pai, o Maestro JOÃO PETTERMANN, na regência da Bamda. essa CORPORAÇÃO MUSICAL é uma das mais afamadas do interior do Brasil,  enfrentando tanto as  partituras populares, como as de música erudita, com igual maestria, oferecendo execuções segundo o mais alto nível conseguido por conjuntos dessa natureza.
O primeiro número musical é o que dá o nome ao nosso "L P" : "GRANDE OFICIAL". É uma bem inspirada marcha de autoria do Maestro OSWALDO PETTERMANN, que ele dedicou ao GRANDE OFICIAL MÁRIO DEDINI, o mago da Indústria, o muito justamente cognominado "Consolidador da Agro-Indústria Açucareira no Brasil".
Apesar das grandes preocupações que absorvem seu tempo e sua atenção, o GRANDE OFICIAL MÁRIO DEDINI, tem sido um grande Mecenas das Artes, auxiliando todas as boas iniciativas, que visam o cultivo e o aprimoramento artístico de nossa gente.
Por isso, a CORPORAÇÃO MUSICAL "UNIÃO OPERÁRIA", de PIRACICABA, presta essa homenagem ao nobre incentivador da Música, homenagem que a RECITAL se associa prazeirozamente, na certeza de que está fazendo justiça a quem muito tem feito pela Arte no Brasil.
Todas as outras composições gravadas são de autoria de musicistas piracicabanos, o que dá bem uma idéia do adiantamento musical da chamada "Noiva da Colina".

Dr. LOSSO NETTO
(Diretor do JORNAL DE PIRACICABA)

Nenhum comentário: